WeCreativez WhatsApp Support
Atendimento via Whatsapp
Oi, Como posso ajudar?

Tosar o cachorro no verão ajuda a aliviar o calor?

Tosar o cachorro no verão ajuda a aliviar o calor?

Escrito por: Meu Cantinho Pet

Se você faz parte do grupo de pessoas que faz de tudo para ajudar seu animalzinho a atravessar períodos de temperatura muito elevadas, e, sempre acaba se questionando se a tosa é realmente a melhor saída para aliviar o calor deles, a resposta é muito objetiva: Sim!

Os animais domesticados são muito dependentes das atitudes dos donos sim, mas não é por isso que não possuem seus próprios desejos. Assim como os seres humanos, os animais – especialmente os que convivem mais com hábitos humanos, são muito sensíveis.

Dessa maneira, é muito simples agradar, e desagradar; famosos “exigentes”. Os cachorros sabem exatamente quando há a troca de estação, o que atinge diretamente em seu comportamento, seja ele na alimentação, disposição, sono, e até nas emoções, transitando de extremamente eufórico, para um animal completamente tranquilo em apenas alguns meses.

Aqui você lerá tudo sobre a tosa, e a razão da importância de aderir a esse hábito em situações de muito calor.

Também haverá os malefícios de evitar a tosa, opções de tosa, e também a frequência ideal de cada opção, para que assim, tome uma decisão visando o bem estar do seu animalzinho. E, por consequência, mantenha seu pet sempre saudável e satisfeito, independente da estação.

Possíveis malefícios por evitar a tosa

Tosar o seu cachorro no verão é a saída ideal para evitar diversas situações de mal estar para o animal, como por exemplo:

  • Doenças de pele

No verão, os animais em geral, tendem a ter um acesso menos restrito a água. Dessa maneira, se o seu cachorro possui pelagem muito alongada, mesmo que você o seque, ele pode continuar úmido dentre as camadas do pelo – o que, além de ser muito desconfortável, pode ser o ambiente ideal para a proliferação de pragas como podemos citar os fungos, as pulgas e os carrapatos.

A consequência de tudo isso é de extremo desagrado, pois, o fato do pet se coçar muito para tentar aliviar esse problema, pode acidentalmente, gerar um problema maior ainda. Como, por exemplo, as doenças de pele causadas pelo atrito do pelo com as feridas deixadas pelas pragas.

  • Dificuldade para respirar

Os cachorros, diferentemente dos humanos, não possuem muitas glândulas sudoríparas para conseguir uniformizar a temperatura corporal. Sendo assim, para que eles consigam fazer o que para os humanos seria transpirar, eles utilizam da boca e do focinho.

Por essa razão, quando está muito calor, é muito comum ver um cãozinho com aspecto de “ofegante”, mesmo que parado – Ou seja, respirando com a língua para fora, e com o focinho molhado. Mas, sozinhos, é somente dessa forma que eles conseguem ter um maior controle da temperatura, e com o tempo, se habituar melhor ao calor, ou ao frio do ambiente.

Então, se o seu pet se encontra com a pelagem muito longa, ele pode ter mais dificuldade nessa normalização de temperatura (o que pode variar de acordo com a raça e a forma física do animal).

Agora que conhece a importância da tosa em seu bichinho não deixe de entrar em contato conosco que teremos o maior prazer em cuidar dele.

Add Comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *